domingo, 23 de outubro de 2016

A IMPORTÂNCIA DOS RESUMOS

Já com alça de mira alinhada no alvo da TA2, começo a revisar o que foi discutido e abordado, durante a semana em cada conteúdo da respectiva disciplina estudada. É quase impossível assimilar tudo o que foi dito em aula. Sempre há um percentual do conteúdo que fica disperso. Nesse aspecto, a técnica de resumos torna-se um aliado para alcançar aqueles pontos nos quais o entendimento não ficou muito claro. Diagnosticando a dúvida, durante a produção do resumo, podemos buscar a solução na imediata consulta virtual ou agendá-la para que seja sanada no próximo encontro com o professor em aula.

Aditando aos resumos, as dicas dos professores acerca dos tópicos ou perguntas chaves, ou mesmo aquelas questões cuja ênfase é dada durante a explanação das aulas, teremos um material valioso para o sucesso na hora da prova.

Se você tem facilidade em lembrar daquilo que vê, ou seja, tem memória visual, então dê ênfase aos resumos priorizando gráficos, separando em cores, grifando pontos importantes de frases e reduzindo os "ruídos" nos textos. Chamo de ruídos as palavras que podem ser suprimidas sem alterar o contexto do conceito ou da idéia que se quer passar.

Um outro ponto importantíssimo é que você faça seu próprio resumo. Quando você lê um resumo de um assunto feito por Fulano ou Beltrano, você gasta uma energia para tentar acompanhar um raciocínio alheio e mesmo sendo um resumo, acaba sendo, prá você, mais uma parcela de material que se juntará aos outros tantos que você já tem. 

O resumo feito por outra pessoa, serve, para você alcançar os pontos chaves que foram dados em aula, mas não o ajudará na "assimilação" do assunto. Agora, quando, você faz o resumo com suas próprias palavras, então estará dando um passo importante na assimilação do assunto estudado.

Prova é prova. Até um ninja altamente treinado deixa sua pegada na esteira da ansiedade durante o certame, todavia não "evapora o que aprendeu", e a confiança no treinamento o deixa mais próximo do êxito. A prova não é uma incógnita impossível de ser descoberta, nem está ali com assuntos que não foram destacados em aula. Pode até acontecer do elaborador colocar aquela questão tipo "Faixa Preta", ou seja, uma questão que exigirá uma ginástica mental além do que foi dado, mas calma, perder essa questão não colocará "tudo" a perder!

Fazer o próprio resumo é uma boa dica para favorecer as lembranças na hora da prova, diminui a ansiedade e afasta aquela sensação de que "sumiu tudo do que foi estudado".

Ao fazer o resumo você trabalha o texto mentalmente para reduzi-lo sem perder a coerência. Assim, cria-se um condicionamento natural no texto resumido. O texto fica "fixado" na sua memória, pois foi você que o colocou lá! No momento da ansiedade (que é normal acontecer) a auto-memória funcionará e você se lembrará de quase tudo ou senão de tudo!. Não tente decorar o que foi feito por outra pessoa, isto lhe custará mais energia e a ansiedade poderá apagar ou dificultar a lembrança do que foi memorizado.

O Ctrl+C com o Ctrl+V (Copiar e Colar), é rápido, prático, mil palavras e idéias em menos de 1 segundo "no papel", mas infelizmente, não na memória humana.

Mas, uma equipe de pesquisadores liderada por Susumu Tonegawa, neurocientista do MIT e ganhador do Prêmio Nobel, já está trabalhando na possibilidade de se fazer o Ctrl+C - Ctrl+V na memória humana! Enquanto isso não chega, então... aos resumos. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.